SCORE: BANCOS NÃO PODEM USAR CADASTRO QUE CONSUMIDORES NÃO TEM ACESSO.

A.E.D.B. deve receber 4 mil reais do Banco Itaú S/A. Ele entrou na justiça porque o banco o impede de ter crédito ou talão de cheques, sem qualquer motivo. Os funcionários do banco informaram a ele que isto era devido à um cadastro interno do banco. "Seu escore é baixo. Então, não podemos lhe dar crédito", disse o gerente da sua conta. 
A advogada Ana Paula Vasques Moreira, de DIAS BATISTA ADVOGADOS, que atua em favor do consumidor explica que muitos bancos e lojas estão usando informações que não são restrições públicas como o SCPC ou SERASA. "É um sistema em que o consumidor não pode contestar, uma vez que inexistente para o público em geral", explica Moreira. 
O Banco Itaú sequer compareceu à audiência, razão pela qual foi decretada sua revelia no processo, ou seja, os fatos são dados como verdadeiros. "Coube à juíza, Dra. Erna Hakvoort, aplicar seu entendimento em casos análogos", diz a advogada. O processo recebeu o número 1022472-30.2014.8.26.0602. Da decisão ainda cabe recurso.